Translate

O Silêncio dos Amantes, de Lya Luft






Em O SILÊNCIO DOS AMANTES, seu retorno à ficção, Lya Luft mais uma vez nos surpreende com histórias ligadas por alguns de seus temas prediletos desde os primeiros livros: a incomunicabilidade e o silêncio entre pessoas que se amam ou deviam se amar, os conflitos familiares, a busca de um sentido da vida, rancores, incompreensão, mas também magia e amor nos relacionamentos. "Ser humano, com toda a miséria e grandeza que isso significa, não é apenas precisar de amparo e consolo, mas também enxergar, abaixo da superfície e atrás das paredes, novas possibilidades de viver e se relacionar." - diz a autora.



Se há uma tarefa difícil é dizer pra você se eu gostei ou não do livro. Simplesmente porque este não é um livro comum, ordinário. Ele mexeu comigo e muito. Bagunçou o meu humor, franziu a minha testa, pesou o meu dia. Vou tentar explicar... O livro é ótimo, porém deveria vir com alguma advertência do tipo: "não leia se tiver tendência a depressão" ou "cuidado! a leitura deste livro pode causar mudanças de humor" ou ainda "leia com moderação, mais de um conto ao dia pode provocar tristeza". O que eu quero dizer é que todas as histórias trazem no seu bojo ou uma tragédia ou uma mágoa ou uma perda profunda ou um medo ou uma vingança ou um quê de desesperança.
Se um ser outro planeta tivesse acesso ao livro e fosse capaz de compreendê-lo certamente pensaria que viver neste planeta é muito ruim. Contudo, a vida não é feita só de maus momentos. Há o lado bom da vida: os amores correspondidos, as vitórias, os sorrisos, o sol de cada dia ou a chuva, as expectativas positivas que se confirmam, a lua, um céu estrelado... A vida não é só feita de morte e esquisitices!

Bem, leia o livro. E depois me conte o que achou. Vou gostar de saber... ;)


Um comentário:

Paula disse...

Oi, acabei de ler o livro e posso dizer que ele me surpreendeu. Já havia lido outros 3 livros da Lya Luft, mas achei esse forte, intenso e carregado de sentimentos ocultos. Realmente concordo com você quando você comentou que é difícil definir a opinião sobre o livro, mas acho que a conclusão é positiva. Um livro que me faz refletir, questionar e se revoltar tem que ser bom. É o que eu acho.
Quando puder, me faz uma visita.
Bj
Paula
http://the-bookworms-club.blogspot.com